Pesca Desportiva
 

Vela de Cruzeiro | Vela LigeiraMergulho | Apneia | Pesca Desportiva | Jet Ski


III TORNEIO INTERNACIONAL DE PESCA GROSSA DE LAGOS
2006

RELATÓRIO

Tendo sido inicialmente programado para ser realizado nos dias 23 e 24 de Setembro, foi adiado por motivos que se prenderam com o mau estado do mar. Este clássico da pesca grossa no Algarve, o III Torneio Internacional de Pesca Grossa de Lagos - 2006 realizou-se nos dias 7 e 8 de Outubro.

Inscreveram-se 22 embarcações, embora uma tenha desistido, num total de 84 pescadores. A partida da bela Marina de Lagos realizou-se às 07h00, com aquele desfilar magnífico pelo canal que dá para a barra, com a serenidade do amanhecer e a beleza dos recortes de horizonte matinais de Lagos. Às 07h30 procedeu-se à largada, um espectáculo sempre grandioso, com a avioneta da organização a registar o feito.

Com um mar de feição, logo de manhã da primeira jornada, as notícias boas começaram a chegar: um espadim-branco libertado e um doirado de cerca de 8 kg. E por volta das 16h00 um Espadim-azul embarcado pelo célebre Jocanana. A chegada de Jocanana ao Cais da Sopromar, o local designado para a pesagem dos exemplares capturados, foi um delírio. Aquela ovação, para o mais carismático pescador de espadins-azuis português. Começa a ser já um assunto muito sério, quase uma certeza, a máxima referida no ano passado: o mar de Lagos, um mar onde se capturam sempre espadins-azuis.

À pesagem foram apresentados centena e meia de peixes, a grande maioria de listados, metade dos quais tiveram de ser rejeitados pela organização pelo facto de pesarem menos de 1,5 kg (peso mínimo regulamentar). Foram validados 59 listados, 4 dourados (dois deles com um peso exemplar: 9,020 kg (Jocanana); 7,960 kg (Vamp); 1 atum-rabilho com 26,320 kg (Nosferatu); 1 espadim-azul com 291 kg (Jocanana).

Na segunda manga a pesca foi mais fraca. Os pescadores desportivos pescaram apenas tunídeos (listados, mermas e judeus) e dourados, alguns deles de bom porte.
Foram validados pelo Júri 6 dourados e 12 listados.

No cômputo geral, a quantidade de capturas legais acabou por ser razoável: 84 peixes no total, efectuada por 7 embarcações:
Listados – 71
Dourados – 10
Atum-rabilho – 1
Espadim-azul – 1
Espadim-branco – 1
A relação das capturas por embarcação foi a seguinte:
Jocanana – 6 (5 dourados; 1 espadim-azul)
Átila – 8 listados
Náutica Rio Minho – 8 (1 dourado; 7 listados)
Fermar – 27 listados
Gina IV – 32 (2 dourados; 29 listados; 1 espadim-branco)
Vamp – 2 dourados
Nosferatu – 1 atum-rabilho

A classificação geral final ficou assim definida:

Classif.













Equipa

Jocanana

Gina IV

Nosferatu

Fermar

N. R. Minho

Átila

Vamp

1ª Manga

1477

449

132

57

24

22

22

2ª Manga

25

16

0

32

5

6

0

Total

1512

465

132

89

29

28

22


















A classificação das equipas EFSA:

Classif.









Equipa

Jocanana

Gina IV

Fermar

N. R. Minho

Átila

Pontos

1000

900

800

700

600















Este torneio encerrou com um Jantar de Gala, em que participaram 162 pessoas, efectuado no Restaurante Portal do Infante, com a presença de ilustres convidados, o Sr. Presidente da Câmara Municipal de Lagos, o Sr Vereador do Pelouro do Desporto, o Sr Presidente do Clube de Vela de Lagos e Delegados da EFSA Portugal.
Os vencedores foram laureados com valiosos prémios e com as respectivas medalhas EFSA.
 
Para o próximo ano, o IV Torneio Internacional de Pesca Grossa de Lagos, realizar-se-á nos dias 15 e 16 de Setembro.

Luís M. Borges
Presidente da Direcção da EFSA Portugal